quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

FELIZ ANO NOVO








Meus queridos leitores e leitoras:

Quero, nessa data, desejar-lhes um Ano Novo repleto de felicidade e muita riqueza. Que o próximo ano nos traga paz, muita tranquilidade e que todas as mazelas cometidas por nossos políticos criminosos sejam devidamente apuradas e que os culpados sejam rigorosamente punidos na forma da Lei!

Um Feliz Ano Novo a todos e conto com a sua audiência sempre!

Abraços!

Lourinaldo Telles Bezerra

O editor!

UMA NAÇÃO EM DERROCADA




https://youtu.be/lP1OT_tQOSk





Este País é realmente sui generis e muito contraditório. Para conter o tráfico de drogas no Complexo da Maré, no Rio de Janeiro, o Ministério da Defesa mobilizou 2.500 homens e equipamentos militares de combate para a invasão e ocupação da área. É do conhecimento de todo cidadão brasileiro esclarecido que as Forças Armadas brasileiras são, de acordo com o texto constitucional, as guardiãs da Nação e seu patrimônio. Seus membros assumem por ocasião do término de cursos em academias militares, um compromisso juramentado de cumprirem sob o risco da própria vida todos os preceitos ali determinados.

Pois bem, o País inteiro assiste diariamente o noticiário das rádios e televisões, além de lerem em revistas e jornais, que os políticos vivem de assaltar o erário em centenas de bilhões de reais todos os anos e esses dignos defensores da Nação nada fazem para impedir esse roubo. Outra coisa muito pertinente ao caso é o fato de que os petistas são amigos e admiradores das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia - FARC, com as quais participaram da fundação do Foro de São Paulo em 1990, onde em sua primeira reunião, aqui na capital paulista, lançaram os fundamentos desse complô multinacional que tem como objetivo principal a transformação das democracias existentes no continente latino-americano em ditaduras comunistas à imagem de Cuba e Venezuela.
Depois da fundação dessa confraria de bandidos transnacionais, as ações subversivas dos agentes cubanos e venezuelanos se espalharam pela América Latina, contaminando com o bolivarianismo inventado por Hugo Chávez, a mando dos Castro, ditadores comunistas da ilha prisão de Cuba, a maioria dos países, principalmente na América do Sul. Como meio de sobrevivência dessa corja maldita foram adotados dois sistemas logísticos: os dólares advindos das exportações do petróleo venezuelano, assim como a produção e o tráfico de drogas pesadas oriundas de vários países dessa região. Cuba se reservou o "direito" de exportar parte dessas drogas através de um porto que seria construído em ocasião propícia em um local determinado em Havana. Essa magnífica obra foi financiada integralmente pelo BNDES a fundo perdido e sob uma tarja preta de sigilo de estado. Quem se encarregou da construção do colosso portuário de Mariel foi a empreiteira protegida dos petistas Odebrecht. Para essa obra - a maior do governo Dilma Rousseff - foram destinados 920 milhões de dólares. Enquanto isso o nosso Porto de Santos está assoreado desde 2007 e ninguém lhe destina um centavo de dólar.

Signatários dessa concórdia criminosa, os petistas foram os membros de primeira hora a aderirem ao complô engendrado para a contaminação via drogas das FARC, da juventude brasileira como acontece desde 2003, quando o marginal de Caetés, Lula da Silva, assumiu a presidência até os dias de hoje. Dois membros das FARC que fugiram da Colômbia onde estavam condenados por crimes de assassinatos e terrorismo foram acolhidos aqui pelo governo do petrlha. Era um casal de terroristas membros do alto escalão das FARC, tendo a mulher do casal assumido um cargo próximo à presidência da República e o marido desta um outro cargo na Secretaria da Pesca. Estou me referindo ao narcotraficante e ex-padre Olivério Medina e sua mulher Maria Slongo.

Numa recente pesquisa feita pela Organização da Nações Unidas - ONU, constatou-se que o Brasil é hoje o maior consumidor de crack do mundo e a incidência de drogados em nosso País chega a ser quatro vezes maior do que a média mundial. Dados dessa pesquisa dão conta de que desde 2002 o tráfico e o consumo de drogas no Brasil mais do que triplicou chegando a números absurdos. Na atualidade não existe no Brasil um só município onde as drogas não estejam presentes demonizando milhões de famílias e provocando crimes violentos contra seres humanos por toda parte do território brasileiro. Essa hecatombe só foi possível graças à associação dos petistas criminosos com os membros das FARC com as quais sempre estiveram ombreados nas demais reuniões havidas em diversos países latino-americanos desde a primeira reunião em 1990.

Em 2006 foi feito uma denúncia à Polícia Federal de que cinco milhões de dólares foram enviados em duas caixas lacradas através de um avião, que pousaria em um determinado aeroporto dentro de um horário previsto. A remessa de dinheiro enviado pelas FARC para turbinar a campanha de reeleição do crápula de Caetés, Lula da Silva, foi apreendida e logo após liberada através de uma ordem superior expressa de Brasília. A imprensa noticiou durante alguns dias, mas o caso foi logo esquecido, afinal o governo federal petista havia municiado de grana alta todas as emissoras de rádio e tv brasileiras, além da imprensa escrita transformando a nossa mídia num meio útil aos crimes a serem produzidos no futuro, como realmente vem acontecendo.

Aí eu indago novamente: para que servem as nossas saudosas e gloriosas Forças Armadas que souberam nos livrar do perigo soviético em 31 de março de 1964 e agora não nos socorrem na iminência da transformação da nossa jovem e frágil democracia numa ditadura de ladrões traficantes de drogas empedernidos? Cônscios de que com um punhado do dinheiro público podem comprar até a alma de generais canalhas como os três mortos-vivos que dizem comandarem as nossas três Forças Armadas. por isso deitam e rolam sem que nada lhes aconteça! Para conter meia dúzia de traficantes de drogas no Complexo da Maré, repito, mobilizam-se 2.500 homens e seus equipamentos militares de combate, mas para a real defesa da Pátria essas mesmas tropas são inúteis. Isso é ou não um imenso e criminoso paradoxo? Tenho dito!!

quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

A DESORDEM ESTÁ ESTABELECIDA NO BRASIL




L. Telles Bezerra

Não há nada que esteja ruim e que não possa piorar no Brasil de todos os canalhas!

A situação político social do Brasil é a pior dos últimos 60 anos. Nada dá certo e tudo o que foi construído ao longo de vinte e um anos de Regime Democrático Militar, está sendo destruído pelos canalhas que os militares combateram e que restaram incólumes da branda repressão que sofreram. Essa reca de malfeitores miserável, está conduzindo o País para a derrocada final, com suas medidas e leis sem fundamento, que só visam a proteção da baderna e a desfiguração da sociedade. Fizeram uma “lei do terrorismo”, que protege os terroristas dos “movimentos sociais” blindando-os de todas as formas. Ontem, vimos o resultado dessa proteção. Destruíram a entrada da sede da FIESP, na Av. Paulista, e nada acontecerá contra os vândalos comandados por bandidos da esquerda perversa que a tudo destrói nessa Nação desgovernada.

Em Recife, aconteceu a mesma coisa nas grandes avenidas no centro da Cidade, sem que ninguém fizesse alguma coisa contra o banditismo praticado. Naquela capital nordestina, os vândalos são os policiais militares em greve por melhores condições de trabalho. Essa é a pior das “manifestações” porque são feitas por gente armada e enfurecida. De nada adiantou a mobilização de forças federais para Pernambuco, a pedido do governador pernambucano, se os membros dessas mesmas forças não estão preparados para enfrentar essa situação pontual.

No estado de Alagoas, a situação não difere na essência da de Pernambuco, mas as coisas pioram na medida em que oficiais superiores da PMAL, também estão engajados no movimento paredista, ao contrário de Pernambuco, onde o oficialato se absteve de aderir à greve ilegal e perigosíssima.
E, como se não bastasse essa desordem toda, o Poder Judiciário, em todo o território nacional, como de praxe, promoverá a soltura provisória de centenas de milhares de presos, para que possam passar as festas de final de ano em suas casas. Só que, muitos desses presidiários, jamais voltarão aos presídios de orígem e ainda praticarão toda sorte de crimes que lhes aprouver. Que diabo de país é esse?

O caos está se estabelecendo naqueles dois estados da federação, sem que nada se faça para que se chegue a um resultado satisfatório. A convocação de tropas federais pelo governo pernambucano não vai solucionar coisa alguma. Os soldados do Exército não estão preparados para enfrentar esse tipo de “guerra”. Eles receberam treinamento – precário, diga-se de passagem – para um outro tipo de conflito. Os malditos politiqueiros dos estados nordestinos conflagrados é que devem assumir seus deveres e obrigações, dando um fim de pronto nessa situação, que eles mesmos criaram.

No cenário federal nada difere do que está havendo nos dois estados nordestinos. Vimos, recentemente, a completa desmoralização da corte maior da República, o Supremo Tribunal Federal, que foi desacatado por um bandido encastelado na presidência do Senado e, por conseguinte, do Congresso nacional, o Sen. RenanCalheiros, que responde a 12 processos no próprio STF e que não teve a menor compostura diante de um oficial de justiça que fora levar a ele uma decisão judicial de um dos membros daquela Corte. O que aconteceu semana passada, não poderia nunca ter acontecido, se no STF, a metade do colegiado fosse composta de pessoas sérias, não comprometidas com os chefes da patifaria política que acontece no Brasil da era petista. Juízes não podem ser nomeados por políticos, ainda mais os da suprema corte de justiça. Os nossos políticos são marginais travestidos de servidores públicos. Essa corja de sem vergonhas não tem moral para nomear sequer um fiscal de feira, quanto mais dar aprovação para ministros do Supremo Tribunal Federal. O resultado foi esse que todos nós vimos boquiabertos: a total desmoralização da corte que representa o poder Judiciário no Brasil!

A quem caberia a correção de tantos erros? Caberia ao Congresso Nacional, mas quem faz parte dessa entidade política que representa o povo brasileiro? Eu lhes digo. A representatividade dessa casa de leis brasileira tem a marca registrada do PCC e CV. Essas duas facções criminosas é o que mais se aproxima do Congresso Brasileiro. Acho até que os estatutos do PCC, tem muito mais valia do que as leis que regem o Congresso Nacional brasileiro. Os estatutos do PCC, são muito mais rigorosos e seus “artigos” seguidos à risca pelos seus subordinados, sob pena de perder a vida qualquer um que desrespeite as “leis” impostas pelos maiorais do crime organizado brasileiro.

Será que teremos de pedir a Marcola e cia, que redijam os parâmetros da nossa sociedade?

A que ponto nós chegamos nessa Nação desvalida e em decomposição!



segunda-feira, 31 de outubro de 2016

O GOLPE DE MISERICÓRDIA CONTRA O PT DE LULA E DILMA






Lula da "Çilva": O grande fanfarrão e saqueador da Nação Brasileira




Em meados do ano de 2013, eu profetizava em minhas crônicas, que chegaria o dia em que os petistas seriam escorraçados do poder e perseguidos como cães hidrófobos nas cidades de todo o Brasil. Muitos fizeram pouco caso das minhas previsões futurísticas. Agora, todos estão vendo a minha profecia se tornar realidade em todas as capitais do País, com apenas uma exceção, Macapá.

O PT está sendo extinto pela força do voto de eleitores conscientes sobre a intenção malévola dessa quadrilha de bandidos ordinários capitaneados por Lula da “Çilva”, fundador e seguidor do Foro de São Paulo.

Esse meliante já está sendo processado em três ações judiciais a cargo do juiz federal Sergio Moro, personagem por ele odiado a ponto de ter sugerido, certa vez, que deveria ser morto. Deu até o apelido de seu executor na ocasião. Sabe-se que, pelo menos mais cinco ações judiciais enquadrarão o chefão de todos os saqueadores do erário federal.Pois bem, de nada adiantaram suas maledicências. O Partido dos Trabalhadores – que nada tem de trabalhadores – está em seus últimos estertores! Só falta agora passar a régua nos seus líderes mais exponenciais colocando-os todos atrás das grades.

As eleições municipais desse domingo 30 de outubro de 2016, deram uma demonstração clara de como os brasileiros estão insatisfeitos com a política rasteira dessa corja de marginais da estrela vermelha. Das sete capitais que ficaram para o segundo turno, nenhuma foi ganha pelo PT, muito pelo contrário, a derrota foi tão acachapante quanto humilhante para essa arrogante facção criminosa. A partir de agora, essas ratazanas vão pensar muitas vezes antes de se candidatarem, pois sua derrota se repetirá tantas vezes quantas forem tentadas.

O PSDB se fortaleceu muito, porquanto a ignorância política dos eleitores brasileiros ainda é muito grande. Essa agremiação política foi a responsável direta pelo agigantamento do PT, depois do Mensalão. Foi uma figura de expressão do PSDB, o cacique Fernando Henrique Cardoso, quem evitou, com apenas um telefonema, a cassação de Lula da “Çilva”, quando essa articulação criminosa foi descoberta em 2005. Se FHC não tivesse intervido e evitado assim a cassação de Lula, o saqueio no BNDES e a destruição da Petrobras não teriam acontecido, pois a cabeça da jararaca teria sido cortada em definitivo. Isso teria evitado a quase derrocada econômica do Brasil, provocada pelos desgovernos dessa quadrilha miserável.
O socorrista de Lula em 2005 e responsável maior por todos os crimes praticados con4ra o Brasil, por Lula e Dilma, depois do Mensalão
.

Em 2007 - muitos não se lembram disso, o PSDB de Fernando Henrique, se aliou com o PT de Lula em mais de mil (1000) municípios Brasil a fora nas eleições municipais daquele ano. Agora, perigosamente, o PSDB é quem dá as cartas na política brasileira. Resurge fortalecido pelas urnas, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, que, além de ter elegido o prefeito da capital paulista, fez mais alguns pelo Brasil a fora. Com certeza, ele será o candidato natural à presidência da república em 2018, já que Aécio Neves se mostrou um azarão incompetente carregando nas costas todas as derrotas que sofreu ao longo dos últimos anos.
Geraldo Alckmin, governador de São Paulo, O grande vencedor das íltimas eleições.


Dos males o menor! Pior seria se continuássemos com a súcia que vinha destroçando o País em todos os seus seguimentos, em especial na educação, onde eles sabotaram o currículo escolar transformando tudo numa desordem incomensurável. Não existe um só setor da República onde esses agentes do mal não tenham atuado, de modo a destruir ou desorganizar tudo em seu proveito. Sempre seguindo os ensinamentos de Granschi e Lênin, esses cupins nojentos conseguiram desorganizar o que puderam, no intuito criminoso de dominar tudo e todos pela fragilidade imposta. Felizmente, o povo brasileiro unido fez a corja de marginais bater em retirada com o rabo entre as pernas. A arrogância e a petulância de Luiz Inácio da Silva, vulgo Lula, não se verá tão cedo uma vez que ele ficou sem condições de vociferar com a sua arrogância costumeira, uma vez que não dispõe mais de cargos públicos para manobrar como queria. Suas asas foram coradas, só falta agora cortar em definitivo a sua liberdade e deixa-lo mofando no xilindró, que a é sua morada mais adequada para os próximos 30 anos.

As investigações sobre os empréstimos de grande vulto concedidos a ditadores africanos e latino-americanos sem nenhuma garantia real. As facilidades com que Lula e Dilma concederam os “empréstimos” sob sigilo de estado, serão a pá de cal virgem que os procuradores e o juiz federal Sérgio Moro jogarão sobre a dupla de facínoras que presidiram o Brasil, criminosamente por mais de 13 anos.

Quem viver, verá!

domingo, 11 de setembro de 2016

A FACE CRUEL DE DILMA VANA ROUSSEFF


Esse monstro sanguinário foi eleito presidente do
Brasil duas vezes por 54 milhoes de imbecis!





Por: LUIZ SOLANO

Eu nunca tive dúvidas com relação a face cruel e diabólica da Senhora Dilma Rousseff, que governou o Brasil durante 5 anos, depois de passar por alguns  setores do Governo Federal, deixando um rastro de maldades, arrogância , prepotência e agressividade.
As pessoas que com ela labutavam no Palácio do Planalto e no Palácio da Alvorada, tinham medo  de se aproximar dessa senhora, pois não sabiam o que poderia acontecer depois de um encontro ou para atender uma ordem.
Dilma Rousseff,  tem um passado triste, pois se envolveu  no assassinato do soldado Mário Kosel Filho e praticou um assalto na casa do ex-governador de São Paulo, Ademar de Barros Filho,em companhia do marido José Carlos de onde roubaram mais de 2 milhões de dólares.É bom lembrar, que esteve presente no atentado praticado no Aeroporto de Recife, no dia 25 de julho de 1966,quando morreram duas pessoas, o Almirante Nelson e o jornalista Regis Carvalho.Eu conheço muito bem essa história,pois o alvo seria o então candidato a presidência da República,general Costa e Silva.Eu estava lá fazendo o meu trabalho jornalistico.Dilma,nunca gostou de militar e  das nossas Forças Armadas,que tantos serviço prestam ao Brasil.




A mais triste história de Dilma Rousseff, recentemente, foi  a que mandou sacrificar o cão Nêgo,que segundo ela estava velho e doente e que não prestava para mais nada.Durante os 5 anos em que esteve morando no Palácio da Alvorada,Nêgo, como era conhecido e carinhosamente tratado por todos os funcionários,teve um fim cruel por capricho dessa senhora,que simplesmente preferiu em não leva-lo para Porto Alegre,onde iria fixar residência,depois que foi cassada pelo Senado Federal.
Essa é a Dilma Roussef que governou o Brasil,sem respeito com quem quer seja,que chegou a Presidência da República,depois de mentir em sua campanha politica enganando todos,principalmente os mais humildades que acreditaram em sua conversa de guerrilheira e sanguinária.
Ela mandou matar o cão Nêgo,que muitas alegrias proporcionou aos moradores do Palácio da Alvorada.Ora,se matou um soldado, o Mário Kosel Filho,que estava de serviço no quartel,prestando a sua obrigação em defender o Brasil,porque então não matar um cão de origem labrador,dócil,amigo e presente, que segundo ela estava velho e doente? Para Dilma,pouco importa se é homem,mulher ou um animal.Dilma, não tem amor a ninguém,pois já nasceu com ódio no coração e Deus para ela não existe.
Um outro fato que tem que ser citado aqui neste artigo,foi a medida que tomou, determinando que a Capela existente no Palácio da Alvorada e construída pelo presidente JK,fosse desativada e transformada em escritório para os seus "aspones", assim que foi destituída do cargo de Presidente da República . 
O cão labrador, o Nêgo  de tantas alegrias, será sempre lembrado por todos aqueles que tiveram a oportunidade de passar as mãos  em sua cabeça e com ele brincar nos jardins do Palácio da Alvorada.
Dilma ,mata com prazer homem e animal .Para ela não existe diferença.

sexta-feira, 2 de setembro de 2016

A TUA FALTA ME CONSOME (poesia)







Lourinaldo Telles Bezerra​

Onde estás quando eu te procuro?
O que fazes quando eu não estou presente?
O que queres de mim tão de repente?
Se sempre me deixas no escuro?

Eu tento e não consigo te encontrar
Por que foges de mim quando eu te chamo?
Por que eu sofro calado e não reclamo,
Quando tento te encontrar?

A minha sorte é pequena...
E meu lamento demasiado
Por ti eu sofro calado
Mas, sempre valerá a pena!

Não digas que não te amo
Demonstrações já te dei
Tu sabes dissso, eu bem sei
Não resta nenhum engano!

Terminarei minha poesia
Encerrarei minha prosa
Te oferecendo uma rosa
Com amor em demasia!

quinta-feira, 1 de setembro de 2016

A REPUGANADA





DILMA VANA ROUSSEFF: NEM O LIXO A QUER!





Na tentativa de melhorar a imagem de Dilma Rousseff, o que resta de sua assessoria bolou um “plano genial”: gravar funcionários do Palácio da Alvorada elogiando a presidente ré, musiquinha de fundo, com depoimentos destinados a “emocionar” os brasileiros. Mas deu errado. Cansados dos seus gritos e grosserias, todos se recusaram a gravar os pretendidos elogios. A estratégia era divulgar o vídeo nas redes sociais. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.
A assessoria de Dilma até solicitou equipe da TV pública, paga pelo contribuinte, para gravar “depoimentos emocionados” em favor dela.
Muito pressionada a gravar depoimento elogiando a presidente ré, uma funcionária da cozinha do Alvorada pediu demissão do serviço público.
Fonte do Alvorada explicou que a assessoria de Dilma “exagerou” na pressão, por isso a funcionária reagiu com o pedido de demissão.
São conhecidas as histórias de grosserias de Dilma contra auxiliares, sejam eles ministros, assessores, cabeleireira, segurança ou copeira.

MUITO GRAVE: UMA TRAIDORA DO BRASIL DENTRO DO GOVERNO!! Quem é a procuradora que está processando Jair Bolsonaro?

ELA WIECKO

Abortista, pró-drogas, adepta da ideologia de gênero, defensora da regulamentação da prostituição, indigenista radical e inimiga jurada das Forças Armadas.
 Não surpreende que a Dra. Ela Wiecko seja figura central em eventos patrocinados por governos estrangeiros e agentes globalistas como as fundações Ford, Rockefeller e Open Society (de George Soros), entre outras.

"Uma nação pode sobreviver aos tolos e até aos gananciosos, mas não pode sobreviver à traição gerada dentro de si mesma. Um inimigo estrangeiro não é tão perigoso, porque é conhecido e carrega suas bandeiras abertamente. Mas o traidor se move livremente dentro do governo, seus melífluos sussurros são ouvidos entre todos e ecoam no próprio vestíbulo do Estado. E esse traidor não parece ser um traidor; ele fala com familiaridade às suas vítimas, usa sua face e suas roupas e apela aos sentimentos que se alojam no coração de todas as pessoas. Ele arruína as raízes da sociedade; ele trabalha em segredo na escuridão da noite para demolir os alicerces da Nação; ele infecta o corpo político a tal ponto que este sucumbe. Deve-se temê-lo mais que a um assassino."
Marco Túlio Cícero, cônsul romano, 106 a.C. – 43 a.C.

INTRODUÇÃO
No dia 21 de junho, por quatro votos a um, a 1ª Turma do Supremo Tribunal Federal acolheu a Petição nº 54853, que acusa o Capitão R-1 Jair Messias Bolsonaro de haver incorrido no delito de “incitação ao crime”, previsto no art. 286 do Código Penal.
Os fatos que deram origem ao processo são amplamente conhecidos. Não é preciso recapitulá-los. Em vários sites pode-se encontrar o vídeo que registrou as ofensas daquela deputada e a reação de Bolsonaro, bem como os comentários que ele fez sobre o entrevero.
Também são amplamente conhecidas as posições de ambos. Durante seu 2º mandato na Câmara, em 2008, Maria do Rosário trabalhou para obstruir a instalação da CPI do Aborto Clandestino, no intuito declarado de impedir a exposição e punição dos criminosos chamados a depor [1]. Anos depois, já como Secretária de Direitos Humanos, se indispôs com as Forças Armadas por conta de uma entrevista concedida ao Correio Braziliense em 09/02/2012, quando sustentou a tese de que a Lei de Anistia deve ser revogada – mas revogada pela metade, para processar apenas os militares, não os guerrilheiros [2]. Mais recentemente, manifestou-se contra a PEC nº 215, que, se aprovada, conferirá ao Congresso a prerrogativa de autorizar ou vetar a demarcação de terras indígenas identificadas pelo Poder Executivo – atualmente, este último concentra em suas mãos quase todas as atribuições concernentes ao tema.
Jair Bolsonaro, por sua vez, bate-se contra as tentativas de legalizar o aborto [3] e revogar a Lei de Anistia [4]. Também é conhecida sua posição favorável à PEC nº 215, cuja aprovação dificultaria a ação do “lobby estrangeiro” que vem atuando junto ao Poder Executivo para demarcar terras indígenas pelo Brasil afora [5]. Há 20 anos o deputado vem denunciando a existência de uma campanha orquestrada por “ONGs que representam países do Primeiro Mundo” [6], cujos governos buscam “usar o índio como massa de manobra” e jogá-lo contra o restante da população, a fim de dificultar sua integração à sociedade e mantê-lo isolado em imensas reservas [7]. O objetivo real das demarcações seria impedir que o Brasil aproveite as riquezas ali existentes para desenvolver sua indústria em condições de competir com similares estrangeiras [8]. No limite, segundo o capitão, a gritaria preservacionista poderia ser instrumentalizada pela ONU para usurpar a soberania do Brasil sobre a Amazônia, sob alegação de que o País não consegue proteger os índios e a fauna da região [9]. Em tal cenário, as reservas se tornariam áreas semi-autônomas dentro do Brasil, sob tutela de organismos internacionais, sob pretexto de salvaguardar os direitos humanos de minorias étnicas, tal como sucedeu na Iugoslávia[10]. Para Bolsonaro, um passo perigoso nesta direção foi dado em 2007, quando o Brasil aderiu à Declaração dos Direitos dos Povos Indígenas, na 107ª Sessão Plenária da ONU, já que o documento dificulta a presença das Forças Armadas nas terras indígenas e reconhece a “autodeterminação” das comunidades ali viventes [11].
Além dos temas acima, seria possível citar outros, em relação aos quais Jair Bolsonaro e Maria do Rosário se posicionam em campos antagônicos: maioridade penal, socialismo, desarmamento, drogas, ideologia de gênero, etc. Quase todos os observadores focalizam suas lentes nos dois protagonistas. Outros voltam seus olhos para o STF. Entretanto, até agora ninguém prestou atenção em uma terceira personagem do enredo: a Dra. Ela Wiecko Volkmer de Castilho, Vice-Procuradora-Geral da República, autora da acusação encaminhada ao Supremo. Um espectador desatento pode imaginar que ela apresentou a denúncia movida pelo dever de ofício, a partir de uma interpretação bastante criativa das palavras alheias. Contudo, um exame mais detido do contexto revela que os motivos da denúncia são puramente políticos. Por quê? Porque há mais de 20 anos a Dra. Ela Wiecko vem trabalhando para promover – e até institucionalizar – certa agenda ideológica, da qual o deputado Jair Bolsonaro é feroz inimigo. Em última análise, trata-se de usar o Judiciário para perseguir o único presidenciável que combate a intromissão de certos grupos estrangeiros e organismos internacionais nos assuntos internos do nosso País.
Como não tenho o dom de ler pensamentos, não posso afirmar que a Dra. Ela Wiecko age conscientemente a serviço de interesses antipatrióticos. Prefiro acreditar que ela está apenas equivocada, pois não desejo injustiçar alguém que sequer conheço. Todas as informações a seguir foram rigorosamente checadas e podem ser conferidas nos links apensos ao texto, bem como nas notas de rodapé, que levarão o leitor a relatórios, atas, comunicados, depoimentos juramentados e outras fontes de autenticidade incontroversa.
A Dra. Ela Wiecko ingressou no Ministério Público Federal em 1973. Boa parte da sua carreira está descrita na Plataforma Lattes, que registra sua participação no VII Congresso Internacional de Criminologia dos Países Socialistas, realizado em Cuba, de 20 a 24 de novembro de 1989. Não tenciono, porém, iniciar minha narrativa a partir de um ano tão remoto. Prefiro realçar alguns fatos ocorridos nos últimos 20 anos, ao longo dos quais a Dra. Ela Wiecko ocupou vários cargos-chave: foi integrante da 7ª Câmara de Coordenação e Revisão do MPF (1996-1997), Subprocuradora-Geral da República (1998-1999), integrante e depois Coordenadora da 6ª Câmara de Coordenação e Revisão do MPF (2000-2004), Procuradora Federal dos Direitos do Cidadão (2004-2008), Corregedora-Geral do MPF (2009-2011), Subprocuradora-Geral da República (2012-2013) e Vice-Procuradora-Geral da República (desde 2013). Também pertenceu à Comissão de Seleção do Programa Internacional de Bolsas da Fundação Ford (2005) e leciona no curso de Direito da UnB há 16 anos.
Enumerei os cargos e datas para que o leitor possa situar os fatos descritos abaixo no seu contexto. Para facilitar a interpretação dos acontecimentos, dividi a atuação política da Dra. Ela Wiecko em quatro blocos: (1) Militância pela liberação do aborto, pela difusão da ideologia de gênero e pela regulamentação da prostituição; (2) Militância pela liberação do consumo de todas as drogas; (3) Atuação em favor do indigenismo radical; (4) Tentativas de provocar as Forças Armadas. Dentro do possível, abstive-me de emitir juízos de valor. Prefiro que cada um tire suas próprias conclusões. As minhas deixei para o final.

1 - MILITÂNCIA PELA LIBERAÇÃO DO ABORTO, PELA DIFUSÃO DA IDEOLOGIA DE GÊNERO E PELA REGULAMENTAÇÃO DA PROSTITUIÇÃO
Em 24 de março de 1998 a Dra. Ela Wiecko foi designada pelo Ministério da Justiça para compor a Comissão encarregada de revisar o anteprojeto de Código Penal que havia sido redigido no âmbito da pasta [12]. Nesta condição, trabalhou para ampliar o rol de hipóteses em que o aborto seria permitido, como pode-se ler nesta passagem de uma entrevista concedida por ela: “Introduzimos uma causa nova de exclusão de ilicitude do aborto ou, como se diz de um modo geral, uma causa de aborto legal além do perigo de vida. Introduzimos o risco à saúde” [13]. Mais recentemente, em 23 de março de 2015, já no cargo de Vice-Procuradora-Geral, a Dra. Ela Wiecko entregou aos ministros do STF uma petição assinada por 3.300 ativistas, solicitando que o aborto seja amplamente permitido até o final do 3º mês de gestação. A comitiva que a acompanhou no Supremo era formada por sete senhoras, entre elas a advogada Leila de Andrade Linhares Barsted, coordenadora da Cepia, ONG que recebe verbas milionárias da Fundação Ford desde os anos 90, conforme consta nos registros desta última [14].

Em seguida, a comitiva se reuniu com o deputado Jean Wyllys, que encaminhou a proposta ao Congresso na forma do Projeto de Lei nº 882, em 24 de março de 2015. Óbvio que foi uma iniciativa previamente combinada, tendo em vista que a audiência e a apresentação do PL ocorreram no mesmo dia. Na Justificativa do projeto, o deputado explica que ele foi redigido com ajuda de várias pessoas e entidades, entre elas a IPAS [15]. Para quem não sabe, a IPAS (International Projects Assistance Services) é uma ONG abortista sediada em Chapel Hill, nos EUA [16]

terça-feira, 9 de agosto de 2016

ALTA TRAIÇÃO: A CONSPIRAÇÃO CHAVISTA NO BRASIL


O TRIO DE CANALHAS



L. Telles Bezerra



O governo de Nicolás Maduro, na Venezuela, está pendurado pelas orelhas para não cair. Melhor dizendo, esse governo ditatorial e absolutista dependerá de quatros generais-prostitutas, indiciados nos EUA por diversos crimes, entre eles tráfico internacional de drogas. Com essa “proteção” fardada, Maduro espera que seus subordinados o defendam com unhas e dentes já que estão com suas podres cabeças a prêmio nos EUA, onde correm processos criminais contra eles quatro na justiça americana. Se os oposicionistas conseguirem destronar o ditador homossexual bolivariano, sua corja de generais traficantes estará perdida. Dessa forma, defenderão seu chefe com todas as suas forças, pois se ele cair, estarão em palpos de aranha e poderão pegar perpétua no Tio Sam, com absoluta certeza!


Mancomunados com as FARC colombianas, esses chefes militares perderam a honra, que a caserna lhes dava, desde o tempo de Hugo Chávez, o fundador do bolivarianismo. Venderam-se desavergonhadamente ao chavismo cubano e destruíram seu país em nome de Chávez, Maduro e Castro.


O povo torturado, escravizado e assassinado da Venezuela clama por justiça, mas enquanto essa quadrilha de traficantes de drogas detiver o poder no país vizinho, será difícil destrona-los. Na realidade são sete os generais chavistas indiciados nos EUA por inúmeros crimes internacionais. Os quatro nomeados por Maduro para postos chaves em seu ditatorial governo são: Nestor Reverol, Ministério do Interior e Justiça; Antonio Benevides Torres, Guarda Nacional Bolivariana; Gozález López, chefe do Serviço Bolivariano de Informações (SEBIN) e Vladimir Padrino López, Ministério da Defesa.


Assim, Maduro deixa que seus subordinados fardados e com as cabeças a prêmio na justiça americana, sirvam de couraça blindada contra as manifestações de repúdio dos venezuelanos ao seu tirano e cruel governo pró Cuba.


No Brasil, as “otoridades” coniventes com essa súcia de ladrões e traficantes de drogas, se mantém caladas e apoiando por debaixo dos panos a ditadura bolivariana da Venezuela. É uma falta de vergonha e uma agressão descabida aos direitos humanos, sustentada por membros do PT, PSOL, PC do B, PCO, PCU e outras porcarias que tais, seguidoras dos Castro e suas patifarias no continente latino americano. Nos livramos à tempo desse destino cruel e sanguinário aqui no Brasil, quando os “três mosqueteiros”, também esquerdopatas, diga-se de passagem, entraram com o pedido de impeachment contra a “presidanta” Dilma Rousseff. Se não acontecesse tal fato, com certeza o bolivarianismo empedernido estaria fazendo suas vítimas aqui em solo brasileiro. Os traidores tuíniquins, chefiados por Lula, tem que pagar caro pelo o que fizeram e ainda continuam a fazer contra o povo idiota brasileiro, que os elegeu e lhe deu totais poderes para traí-lo miseravelmente com seus atos criminosos durante os 13 anos de desgoverno do PT.


Enquanto a bancada defensora de Rousseff no Senado, estrebucha em seus últimos estertores contra o impeachment dela, dezenas de milhares de petistas continuam a sangrar o erário, no objetivo de angariar fundos para seu plano de massificação da miséria aqui no nosso solo sagrado.






LULA E SEU TUTOR

O presidente tampão, Michel Temer, precisa agir rápido e extirpar essa gangrena do organismo governamental antes que seja tarde. Com apoio dentro dos Três Poderes, os agentes dos Castro trabalham febrilmente para destruir provas contra a canalha vermelha instituída por Lula e seus asseclas em 2003, quando o “nove dedos” assumiu o poder no Brasil. Essa corja de bandidos tem que ser desmascarada e condenada a pagar com sua prisão por muitos anos, pelo o crime de alta traição à Nação brasileira. Se Temer não agir dessa forma será considerado comparsa deles!

Fora patifes!

quinta-feira, 28 de julho de 2016

A HERANÇA LULISTA





L.Telles Bezerra




Não se tem notícia de nenhum lugar do mundo sobre assalto generalizado ao erário de algum país sem que todos os culpados tenham sido presos, julgados e condenados, muitas vezes à morte!
No Brasil é o contrário. Aqui roubam enormes fortunas do dinheiro da Nação e muito pouco ou quase nada é feito para que os culpados devolvam o que roubaram e sejam encarcerados por, pelo menos, 200 anos! O saqueio praticado pelos petistas e seus asseclas durante duas décadas e meia, ou seja, desde que assumiram a primeira prefeitura em algum lugar do País, é tão grande que poderia suprir todas as necessidades da Nação durante dez anos ou mais. O exemplo dessa desfaçatez criminosa é o fato de Lula morar num duplex de cobertura na principal avenida de São Bernardo do Campo, sem nunca ter trabalhado e ganhado o suficiente para comprar um casebre em alguma favela da mesma cidade, se é que existe alguma por lá.


Um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores, o terrorista e assassino, Paulo de Tarso Venceslau, então secretário da fazenda em prefeituras do PT, denunciou a participação do compadre de Lula da “Çilva” no favorecimento de determinadas empresas em concorrências de obras em prefeituras comandadas pelo PT. Por causa dessas denúncias e posterior exclusão de Paulo de Tarso Venceslau do PT, o denunciante sofreu duas tentativas de assassinato na Rodovia Ayrton Sena, escapando ileso por ser muito perspicaz e muito bem treinado desde a sua participação em facções terroristas na década de 70, durante o Regime Militar. Mesmo sabendo de todas essas maracutaias do PT e de seu chefão, o bandido Lula da “Çilva”, os eleitores “inteligentes” brasileiros o elegeram, primeiro deputado federal e depois presidente da República, dando-lhe total poderes para assaltar e se apoderar dos bens financeiros da Nação, durante os seus dois mandatos à frente da República Federativa do Brasil. Como se não bastasse, ainda elegeu seu poste em seu lugar, e aí entraram os efeitos fraudadores das urnas da Smartmatic, uma empresa notoriamente fraudadora de eleições em vários países do mundo. Foi com o auxílio desses vigaristas venezuelanos que Dilma Vana Rousseff foi eleita duas vezes.

Desde a assunção de são Lula da “Çilva” ao poder, não houve um segundo de trégua por parte dos ladrões do PT e de seus camaradas de roubo contra o erário em todos os patamares da República. Assaltaram todas as estatais, roubaram descaradamente dinheiro dos aposentados, roubaram dos funcionários públicos, dos fundos de pensão, enfim, roubaram todos e tudo o que encontraram pela frente. Por fim, se apoderaram da Petrobras onde realizaram o maior saqueio e destruição de uma empresa que era, à época do primeiro mandato do bandido mor, a 10ª empresa no ramo de petróleo no mundo. Após a derrubada da bandida substituta de Lula da “Çilva”, a estatal do petróleo caiu para inimaginável 416º no ranking mundial das petrolíferas.


Mas, o maior de todos os assaltos aos cofres públicos ainda não foi levantado. Refiro-me aos empréstimos fraudulentos e descabidos a ditadores africanos e latino-americanos feitos por Lula e Dilma Rousseff, com o intuito de favorecer empreiteiras do setor da construçao civil e outras empresas ainda não apuradas. Com tais empréstimos, alguns deles em segredo de estado, Lula se apoderou de quantias incalculáveis. Suas viagens a Cuba sem nenhum propósito oficial, enquanto presidente do Brasil, teve como intuito levar brutais somas de dinheiro para serem depositadas em bancos estatais cubanos onde permanecem intocadas. Acredita-se que nos bancos portugueses e suiços, além de paraísos fiscais caribenhos, existam fortunas imensas depositadas por Lula e sua camarilha de bandidos.

Os mais de 100 escândalos patrocinados por Lula da “Çilva” e seus bandidos causaram ao Brasil nada mais, nada menos, do que um prejuízo que se aproxima de 1,5 trilhão de reais! Esse montante pode ser acrescido de mais 1.3 trilhão de reais, caso a justiça americana dê ganho de causa aos milhares de investidores que se sentiram prejudicados pela Petrobras e entram na justiça com pedidos de indenização, que já monta a casa dos quase 300 bilhões de dólares no fórum de New York.
A herança que esse canalha deixará para as próximas gerações será de tal monta, que precisaremos de mais de 50 anos para que o Brasil se recupere do rombo por ele deixado.

sábado, 4 de junho de 2016

Barco com centenas de migrantes naufraga na Grécia


Barco com cerca de 25 metros transportava entre 600 e 700 migrantes

Barco com centenas de migrantes naufraga na Grécia
Barco naufragou perto da ilha de Creta (Fonte: Reprodução/Ta Nea)

Um barco com centenas de migrantes naufragou perto da ilha de Creta, na Grécia. A informação foi divulgada pela edição local online Ta Nea.
Dados preliminares apontam que cerca de 250 pessoas foram salvas até o momento. Uma grande operação de resgate está sendo realizada no local onde o barco naufragou, com a participação de quatro barcos e um navio da guarda costeira, além de um helicóptero da Força Aérea da Grécia.
O site Proto Thema informou que o barco, que tem cerca de 25 metros, transportava entre 600 e 700 migrantes.
A informação sobre o naufrágio foi recebido pela guarda costeira italiana, que repassou os dados às autoridades gregas.
Especula-se que os migrantes, provenientes do norte da África, queriam chegar à Itália, mas posteriormente tenham decidido mudar de curso.

Ex mulher de político vai fechar com o FBI





COLUNA ESPLANADA

Ex-mulher de um poderoso político que atua em Brasília decidiu fechar delação com o FBI, a polícia federal americana

Ex de político vai fechar com o FBI
É nitroglicerina pura! (Fonte: Reprodução/Coluna Esplanada)

De passagem por Brasília, em conversas com equipe da Embaixada dos Estados Unidos e com advogados, M.C.M.C, ex-mulher de um poderoso político que atua em Brasília, decidiu fechar delação com o FBI, a polícia federal americana. Ela tem papéis que comprovam offshore de uma patota de caciques políticos e, por tabela, na minuciosa investigação dos especialistas contratados, descobriu em Nevada um fundo que, segundo consta, é de um empresário associado a um ex-presidente da República. É nitroglicerina pura! Sua identidade não é revelada por questões de segurança.

Estação espacial chinesa na Patagônia é motivo para alarme?


PROGRAMA ESPACIAL DA CHINA

Base de monitoramento espacial operada por uma unidade do Exército chinês na província de Neuquén, na Patagonia, tem inauguração prevista para março de 2017

Estação espacial chinesa na Patagônia é motivo para alarme?
Imagens das parabólicas chinesas instaladas na Patagonia divulgadas pelo canal argentino Télam em 27 de abril de 2016 (Foto: Captura de Tela/Télam)

A China está construindo uma base de monitoramento espacial no coração da Patagônia argentina. O projeto deve ficar pronto em março de 2017, mas já está tirando o sono de muitos analistas dentro e fora do país, principalmente nos EUA. A maior preocupação é que a tecnologia instalada na base seja usada para fins militares. A operadora do projeto, a estatal chinesa Satellite Launch and Tracking Control General (CLTC) é um braço do Exército Popular da China.
A ligação militar é o que diferencia a base chinesa de um projeto semelhante inaugurado em 2012 pela Agência Espacial Europeia, uma entidade civil, na província de Mendoza, mais ao norte do país. Como a estação chinesa será administrada por uma divisão do Exército chinês, analistas acreditam que não se pode descartar o eventual uso militar das tecnologias de monitoramento instaladas na Patagônia.
A estação fica perto da cidade de Bajada del Agrio, na província de Neuquén, em uma área de 200 hectares. A base foi equipada com duas antenas parabólicas direcionáveis de 13,5 metros e 35 metros, capazes de explorar o “espaço profundo”, instalações de computação e engenharia, alojamentos para a equipe técnica e uma usina de energia elétrica que custou à China US$ 10 milhões. O governo chinês tem outras três estações espaciais internacionais — na Namíbia, Paquistão e Quênia –, mas nenhuma com equipamentos tão sofisticados.
O acordo de cooperação autorizando o projeto foi assinado pela ex-presidente argentina Cristina Kirchner e pelo presidente chinês Xi Jinping em abril de 2014 e ratificado pelo Congresso argentino em votação apertada em fevereiro do ano passado (133 votos a favor e 107 contra). Agora, pressionado, o novo governo de Mauricio Macri tenta renegociar com Pequim mudanças no contrato para garantir que a base não seja usada para fins bélicos ou de inteligência.
De acordo com o contrato, a base na Patagonia será, na prática, parte do território soberano chinês pelos próximos 50 anos. A
Trecho do acordo de cooperação entre Argentina e China (Foto: Senado da Argentina)
Trecho do acordo de cooperação entre Argentina e China (Foto: Senado da Argentina)
Comissão Nacional de Atividades Espaciais (Conae), agência argentina encarregada do programa espacial do país, terá acesso a apenas 10% do tempo de uso das antenas chinesas para desenvolver seus próprios projetos. No contrato, a Argentina se compromete em “não interferir ou interromper as atividades normais levadas a cabo no local”.
O jornal argentino La Nacion diz que Macri orientou seu embaixador em Pequim, Diego Guelar, e sua chanceler Susana Malcorra a convencerem o governo chinês a incluir uma cláusula no acordo garantindo que a estação espacial “não terá qualquer propósito militar”, linguagem que não aparece no acordo original. Macri espera chegar a um acordo com os chineses antes de viajar a Pequim em setembro deste ano para a cúpula dos líderes do G-20, onde se reunirá com Xi.
As autoridades chinesas afirmam que a estação servirá apenas para explorar o espaço e apoiar uma missão lunar que a China pretende realizar no ano que vem. No entanto, situada na mesma linha longitudinal que cidades importantes da costa leste dos EUA, como por exemplo a capital, Washington, DC, as antenas chinesas na Patagonia estão bem posicionadas para interferir com o funcionamento de satélites equatoriais que atendem à costa leste dos EUA, o principal rival do gigante asiático. A desconfiança dos EUA com o programa espacial chinês é tamanha que em 2011 o Congresso proibiu a Nasa de colaborar com os cientistas chineses, uma medida que ainda vigora.
A pedido da revista Diplomat, um especialista em comunicações espaciais analisou as imagens aéreas da estação chinesa e confirmou que as duas antenas poderiam ser usadas “para monitorar satélites geoestacionários” e que, operadas em conjunto, poderiam “interferir com satélites de comunicação, redes elétricas, sistemas eletromagnéticos, além de receber informações sensíveis sobre o lançamento de mísseis e outras atividades espaciais, como a movimentação de aviões-robô ou armas estratégicas”.
Aumentando ainda mais a desconfiança, a estatal chinesa que construiu a base na Patagonia é a China Harbour Engineering Company, uma subsidiária da China Communications Construction Company, que tem atuado na construção de outro projeto polêmico: as ilhas artificiais chinesas em territórios disputados do Mar da China Meridional.
Há quem defenda que o novo empreendimento chinês na Patagônia deve ser visto simplesmente como uma extensão lógica das ambições pacíficas de exploração espacial de um gigante em ascensão. De acordo com esse pensamento, a China merece o mesmo voto de confiança dado a outros países desenvolvidos que exploram o espaço.
No entanto, o histórico da China de ocultar as reais intenções do seu governo autoritário, seja na construção de ilhas artificiais em águas disputadas, seja no furto de propriedade intelectual, ou nas investidas no mundo cibernético sugerem que há bons motivos para questionar as verdadeiras intenções dos chineses na Patagônia.

terça-feira, 10 de maio de 2016

O ÚLTIMO SUSPIRO DE UMA DESESPERADA


Dilma no auge

“Ultrapassar os limites não é um erro menor do que ficar aquém deles.”

Confúcio



L. Telles Bezerra



Se a sabedoria fosse uma constante entre os petistas, esses não teriam cometido tantas burrices quantas cometeram. No fechar das portas de seu domínio sobre a coisa pública, o Partido dos Trabalhadores, enseja uma despedida toda eivada de crimes e desfaçatez por não ter condições sequer de respirar. Entrou todo arrogante e sairá com o rabo entre as pernas e o pelo todo encrespado de tanto levar pancadas por seus crimes asquerosos contra o povo brasileiro a quem enganou miseravelmente.

Os atores dessa ópera bufa, antes respeitados, hoje se tornam figuras repugnantes e odiosas por seus atos de baixa categoria e ações condenáveis. O advogado geral da União, José Eduardo Cardozo, professor na PUC de São Paulo, rebaixa-se a um advogado de porta de botequim, quando age na calada da noite para induzir o presidente interino da Câmara dos Deputados a cometer a sandice de tentar anular com um ofício ao Senado, uma decisão tomada pelo plenário da Casa de Leis que preside.
José E. Cardozo, o "Rolando Lero" do impeachment



Tamanha insanidade poderia ser cometida por um iniciante na política, mas nunca por um indivíduo que é veterano nesse ofício como Waldir Maranhão (PP-MA). O que se tira de útil desse ato idiota conduzido por um circense advogado petista e um deputado incompetente e burro, é o fato de que, juntando-se os dois não se conseguiria montar um jerico. A dupla de muares sabia de antemão que só causaria transtorno e nunca conseguiria o objetivo desejado, qual seja o de cancelar o processo de impeachment da presidente da República, decidido pelo plenário da Câmara dos Deputados. Somente uma decisão soberana do Senado Federal será capaz de evitar a degola que se aproxima. Diante de tais atitudes tomadas por um irresponsável presidente interino de uma Casa de Leis, a consequente expulsão do partido que o acolheu e provável cassação de seu mandato fez com que ele voltasse atrás em sua decisão estapafúrdia.
Waldir Maranhão, o destrambelhado!

Como ninguém mais será capaz de reverter uma situação já programada, os chefetes petistas mobilizaram sua tropa de choque para imobilizar cidades no Brasil, causando transtornos diversos e provocando maior ódio ainda no o povo prejudicado por suas ações criminosas. São Paulo amanheceu bloqueada em suas principais artérias, causando atrasos insuportáveis aos trabalhadores paulistanos. Os desocupados a serviço do projeto criminoso de poder fazem o que lhes foi ordenado e orientado não se importando com o mal que causam. Interromperam avenidas importantes da metrópole paulistana com pneus ardendo em chamas e pedaços de madeiras impedindo o deslocamento de quem realmente trabalha nesse País. Por sua vez, o governador do Estado, letárgico e frouxo como sempre foi, nada faz para impedir essas ações deletérias nas ruas da maior capital do País. Se não há a repressão adequada, os criminosos reproduzirão tantas paralisações quantas acharem necessárias e ficarão impunes pela falta da autoridade aqui verificada.
Do que eles riem??
Como se não bastasse, a presidente Dilma Rousseff, inconsequente como sempre foi, promoveu ontem uma série de comícios dentro do próprio Palácio do Planalto, reunindo uma claque de protagonistas movidos por pequenos pagamentos. Esses se deslocam de suas casas recebendo R$ 30,00 e pães com mortadela para fazerem coro às apelativas frases de efeito produzidas pela governante em agonia. Ela está cansada de saber que tais manifestações de protesto contra seu impeachment nunca reverterão a seu favor. Muito pelo contrário. Esse tipo de atitude revela apenas seu desespero e uma falta grave de cognição lógica por parte de quem deveria estar se arrumando para desocupar o gabinete que ainda ocupa. É triste ver a autoridade máxima de um país agindo como uma tola inconsequente e se tornando ridícula no mundo inteiro. Parece até que ela perdeu o senso do patético e do vexame. Ela sabe muito bem que tudo o que faz enquanto for presidente da República, repercutirá positiva ou negativamente através do noticiário da grande mídia internacional.
Até o macaco se envergonhou
A todos nós causa indignação e vergonha ver que, além de incompetente, a atual titular da Presidência não consegue distinguir entre o que é possível fazer e o que é impraticável na sua condição de alta mandatária em xeque-mate. Por seus atos, Rousseff deixa muito claro que nunca esteve à altura do alto cargo que ocupa por mais de cinco anos. Ela tem o perfil não de uma presidente da república, mas de uma pessoa muito mais próxima de ser internada num manicômio do que de continuar no cargo público da magnitude do que foi investida em janeiro de 2010. Apagar-se-ão as luzes de seu desgoverno da pior maneira possível ensejando uma despedida melancólica e digna de uma ópera bufa jamais encenada anteriormente nesse País, pátria de Macunaíma! Lula deve estar orgulhoso da sua "obra prima"!!!

Ciao, querida!









terça-feira, 26 de abril de 2016

NA CALADA DA NOITE








"A punição que os bons sofrem, quando se recusam a agir, é viver sob o governo dos maus."

Platão





L. Telles Bezerra


Q
uando uma nação tem forças armadas mal formadas e sem patriotismo agregado, seu futuro é muito incerto ou trágico. Veja-se a Venezuela de Hugo Chávez e Nicolás Maduro. Diante de forças de defesa não confiáveis, um povo vive sob constante ameaça à sua liberdade. Foi isso o que aconteceu no infeliz país vizinho, onde as suas forças armadas constituídas de militares venais e traidores do seu povo, entregaram aos mais de 80 mil cubanos o destino da nação a que supostamente servem. 
NÃO!


Felizmente, as nossas gloriosas Forças Armadas tem uma formação extremamente patriótica e nada no mundo se sobrepõe ou se iguala ao seu amor ao Brasil e seu povo. Pude constatar isso em 1968 quando servi à Força Terrestre, como um simples e raso soldadinho. Eu poderia ter optado por fazer o CPOR – Centro de Preparação de Oficias da Reserva em Recife, num curso de três anos e sair como tenente R2, já que tinha em andamento o primeiro ano do científico. Seria algo grandioso e até muito mais nobre, mas eu preferi passar meu tempo de caserna como um soldado e sair para a vida civil em apenas um ano de vida militar. E assim aconteceu em 10 meses e 10 dias. Fiz a minha escolha pela Comissão de Obras N2 – CRO-2, e fui fazer minha IBM – Instrução Básica Militar, na Cia do QG R/7, (hoje Hospital Geral do Exército),

em Recife, onde conheci um pouco da história do Brasil, que narra a Intentona Comunista de 1935. Recife fora o palco da mais sangrenta luta dos comunistas para tomar o País e transforma-lo numa imensa terra do terror como na URSS, e futuramente na China, nos países da Europa oriental e em Cuba. 
Antiga sede da 7ª Região Militar Recife, PE (Google Maps)


Pernambuco contabilizou 720 mortos graças à sanha assassina e apátrida dos comunistas vermelhos. Um desses bandidos, o sargento do Exército e instrutor de tiro, Gregório Bezerra, invadiu o CPOR, para roubar armas e lá baleou o tenente Aguinaldo Oliveira de Almeida e matou à sangue frio o tenente José Sampaio Xavier.
Gregório Bezerra, ao voltar do exílio


Esse analfabeto assassino e traidor tentou tomar de assalto a sede da 7ª Região Militar e outras unidades da guarnição do Recife, mas foi severamente rechaçado pelas forças de segurança. 
Luiz Carlos Prestes preso após a fracassada traição ao Brasil













Durante o século passado, as nossas gloriosas Forças Armadas foram testadas por diversas vezes quanto á sua fidelidade ao Brasil, e seu povo sem memória e mal esclarecido. Todas as vezes os revoltosos tiveram seus planos desfeitos e foram presos, mas infelizmente nenhum deles foi punido como deveria: por fuzilamento como covardes traidores da Pátria! A sangrenta tentativa de 1935, a mando de Joseph Stalin, ditador da União Soviética, e tendo como agente encarregado o podre traidor do Brasil, Luiz Carlos Prestes, teve seu intento brecado com uma chuva de balas e bombas, que os sobreviventes ficaram por anos ouvindo o zumbido dos projéteis. Nunca houve titubeio por parte dos nossos militares em nenhuma dessas tentativas frustradas de transformar nosso País em feudo comunista. Todas elas tiveram o mesmo destino: a fragorosa derrota humilhante!!
O ditador da URSS, Josep Stalin


Nos primeiros anos da década de 30, quatro agentes da KGB foram enviados por Stalin, para sublevar a caserna brasileira e assim tomar num golpe de mão o maior país da América do Sul. Luiz Carlos Prestes, tinha como sua segurança pessoal a judia alemã e agente da KGB soviética, Olga Benário. Essa mulher asquerosa teve sua repugnante vida enaltecida como uma heroína brasileira por um punhado de vermelhos através de um filmeco de quinta categoria assistido por tolos babadores de comunistas. Ao saírem dos cinemas, com certeza, dedicaram palavrões os mais pesados a Getúlio Vargas e sua polícia policia política por terem entregado a estrangeira conspiradora à Gestapo de Hitler. Seu fim foi o mais cruel e merecido. O ex-capitão do Exército Brasileiro, Prestes, havia dito em Moscou, que numa possível guerra entre o Brasil e a URSS, ele lutaria nas hordas vermelhas dessa última nação e contra o Brasil.
Olga Benário, segurança pesssoal de Prestes e agente especial da KGB soviética
 
Pois bem, nos tempos atuais novos quintas-colunas puseram à prova a fidelidade pátria dos nossos honrados e heroicos militares. Novamente quebraram a cara de uma maneira acachapante! Os atores dessa peça teatral bufa estavam todos dentro do Palácio do Planalto, tendo como líder e principal interessada a própria presidente da república, Dilma Vana Rousseff. Não fosse a férrea dedicação à Pátria do comandante do Exército, o Gen Ex Villas Bôas e tudo estaria sob uma tenebrosa nuvem a nossa democracia e liberdade. 
Sen. Ronaldo Caiado (DEM-GO)

Sen. Aécio Neves (PSDB-MG)


Leiam abaixo como tudo aconteceu:



“SEM SAIR UM MILÍMETRO SEQUER DE SUAS ATRIBUIÇÕES FUNCIONAIS, AS FORÇAS ARMADAS BRASILEIRAS ABORTARAM O GOLPE DO “ESTADO DE DEFESA” E IMPEDIRAM A GERAÇÃO DE UM CLIMA DE PRÉ-GUERRA CIVIL.

Gen Ex Villas Bôas, comandante do Exército de Caxias



No dia 23 de março deste ano o senador Ronaldo Caiado, do Democratas de Goiás, vinha a público com uma notícia bombástica. Dilma estaria pensando em decretar Estado de Defesa. A notícia foi recebida basicamente de duas maneiras nas redes sociais. De um lado, alguns acusavam o senador de estar criando alarmismo de maneira desnecessária. Já outros, especialmente extremistas de direita e defensores da intervenção militar, chamavam o Comandante do Exército, General Villas Bôas de covarde, traidor, carreirista e mais um monte de outros xingamentos. Ato contínuo, o senador Aécio Neves, do PSDB, tratou de deixar claro que Caiado não estava blefando. O petismo realmente tinha planos golpistas.

Este Sul Connection esteve em Brasília no domingo do impeachment e passou toda a segunda-feira por lá. E então apuramos os desdobramentos das denúncias de Caiado e Aécio e o papel que Villas Bôas e os militares desempenharam durante a crise. Antes de prosseguirmos, faça-se justiça: sem fugir um único milímetro de suas atribuições funcionais, sem conspirar e respeitando rigorosamente a Constituição, o Comandante do Exército, liderando as Forças Armadas, foi um verdadeiro herói da jovem democracia brasileira. Se um dia o leitor desta reportagem encontrar Villas Bôas por aí, bata continência e palmas para o nosso comandante. Ele merece.

Segundo o que apuramos, tanto Caiado quanto Aécio foram informados pelo próprio Comando do Exército da manobra que se preparava intra-muros no Palácio do Planalto. Foram informados justamente para que colocassem a boca no trombone e esvaziassem politicamente qualquer tentativa neste sentido. Ato contínuo, Villas Bôas chamou à Brasília os comandantes das quatro regiões militares e realizou uma reunião de emergência do Alto Comando. Ele explicou o que se passava e pediu apoio aos seus comandados para ir até o governo e informar que as Forças Armadas brasileiras não aceitariam qualquer ordem que considerassem absurda.

Villas Bôas teve o apoio de seus comandados. E juntos, fardados, foram todos falar com o Ministro da Defesa, o comunista Aldo Rebelo. Aldo foi informado de que o Regimento Militar era muito claro. Ordem absurda não se cumpre. E mais. É dever de todo militar dar voz de prisão a quem ousa expedir qualquer tipo de ordem absurda. Recado mais claro, impossível.

Aldo foi à Dilma e informou que não haveria qualquer apoio para o Estado de Defesa.

Após abortarem os planos de Dilma, os militares ainda promoveram dois almoços no Comando do Exército em Brasília, tendo Villas Bôas como anfitrião. Um com o senador Ronaldo Caiado. E outro com o senador Aécio Neves. Ambos foram orientados a entrarem pela porta da frente do Comando, sem qualquer medida para ocultar a reunião. O recado foi claro: ninguém estava conspirando e nem fazendo nada de ilegal. Não havia motivo para se esconder. Igualmente claro foi o recado compreendido pelo governo: as Forças Armadas brasileiras não adeririam a qualquer tipo de golpismo.

Este Sul Connection fez questão de registrar como o impeachment pôde chegar ao seu fim de forma pacífica e serena, sem qualquer golpismo, em respeito à história e à biografia de Villas Bôas. Injustamente atacado nas redes sociais, o general manteve a serenidade e nunca demonstrou qualquer disposição para bater boca com fanáticos de qualquer viés. Cumpriu sua missão militar e institucional. Ajudou a preservar nossa jovem democracia e as nossas instituições. Merece todo o nosso reconhecimento!”

Diante de tais fatos qualquer tipo de agressão contra os nosso militares soará como um atentado à nossa dignidade de brasileiros autênticos e patriotas!


BRASIL ACIMA DE TUDO E DE TODOS!!!